Auditório do CEPB é opção acessível e de qualidade
26 de fevereiro de 2018
Elevator Pitch pode alavancar sua empresa
12 de março de 2018
Exibir tudo

IRPF: Empresários também devem declarar

Especialista do CEPB explica que finanças pessoais e da empresa não devem se misturar

Quando março chega, é hora de reunir os documentos para fazer a declaração de imposto de renda. E isto também vale para empresários que entregaram o IRPJ. Neste ano, as regras endureceram, já que a Receita Federal está apertando o cerco contra a sonegação. Devem fazer a declaração aqueles que, em 2017, obtiveram rendimentos tributáveis até R$ 28.559,70 ou que tiveram rendimentos não tributáveis que superem os R$ 40 mil. O prazo de entrega é até 30 de abril.

Misturar as finanças pessoais e da empresa pode gerar problemas com o fisco. Para evitar isso, a melhor saída é contar com a ajuda profissional, como orienta o contador Juliano Moreira Diniz, da Contábil Leonardis, empresa com escritório no CEPB. “Não se deve misturar as contas da empresa com a pessoal porque pode haver problemas que comprometerão a viabilidade do negócio”, alerta.

Segundo Diniz, o contador entregará uma lista com os documentos necessários para realizar a declaração. E o apoio profissional se torna ainda mais importante porque, em relação aos anos anteriores houve mudanças, como a declaração de dependente de apenas um dos pais no caso de guarda compartilhada e isenção de declaração do auxílio-doença.

O profissional também alerta sobre a importância de entregar a declaração antecipadamente. “O sistema oferece vantagens, como possibilidade de colocar as parcelas em débito automático”. Além disso, o sistema costuma estar sobrecarregado no último dia e quem entregar a declaração após o prazo está sujeito à multa de 0,33% por dia de atraso, limitado a 20% do valor devido, além dos juros calculados pela taxa Selic acumulada do período.

Confira as principais mudanças do IRPF de 2018

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.