Na rota olímpica, Japão visita Estádio Bruno José Daniel

santoandre.sp.gov.bNOTICIAS 0 Comentários
Na rota olímpica, Japão visita Estádio Bruno José Daniel

Depois das delegações da Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos e Zimbabwe, representantes técnicos do Japão visitaram o Estádio Bruno José Daniel, equipamento municipal de Santo André que será utilizado como centro de treinamento das equipes de futebol feminino, a princípio, nos Jogos Olímpicos – de 5 a 21 de agosto, no Rio de Janeiro. No caso dos japoneses, o local seria utilizado pela seleção masculina em uma segunda fase da competição, a depender da classificação.

Paralelamente, o gramado do estádio está sendo recuperado pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro), desde o fim de maio – uma empresa foi contratada pelo órgão. Com a trégua das chuvas, a restauração ganhou novo fôlego, inclusive com a entrada das máquinas no campo, o que antes era impossível por conta do campo encharcado. O serviço tem prazo até o dia 23 de julho para ser concluído, sem nenhum custo para a Prefeitura de Santo André. Entre os serviços, estão previstos o corte vertical da grama; aeração e descompactação do solo; cobertura; plano de adubação e controle das plantas daninhas, além de demarcação e pintura das linhas do campo.

Com o término dos Jogos Olímpicos, o gramado será entregue com a recuperação em 100% do sistema de irrigação – o espaço é utilizado pelo Santo André, o popular Ramalhão, time que voltou à elite do futebol e disputará a Série A-1 do Campeonato Paulista, em 2017. Por outro lado, a Administração municipal conclui a obra do vestiário principal até o próximo dia 20, outro local para uso das seleções visitantes no período de treinamento.

“A delegação técnica do Japão visitou o estádio, dias atrás, sem um representante oficial do COB, mas com o aval do órgão, embora o período oficial tenha terminado”, explicou Fábio Rubson da Silva, diretor de Esporte, da Secretaria de Esporte e Lazer de Santo André. O que já havia ocorrido com Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos e Zimbabwe, todos países que terão seleções femininas de futebol nos jogos.

OUTROS – O Estádio Bruno José Daniel foi oficializado pelo COB, com aval da Fifa, como local de treinamento para a Olimpíada. No Grande ABC, também serão utilizados o Estádio Primeiro de Maio, na Vila Euclides, em São Bernardo, e o Estádio José Batista Pereira Fernandes, no Jardim Inamar, em Diadema, do recente time Água Santa. Em São Paulo, o treinamento será no campo da Fazendinha, que pertence ao Corinthians. Os jogos oficiais, no entanto, serão comandados direto da arena de Itaquera.

Ainda dentro do clima da Rio-2016, a Tocha Olímpica passará por Santo André dia 23 de julho e será revezada por 32 condutores, quatro deles especialmente indicados pela Pasta – os nomes ainda não são foram divulgados.

Técnico utiliza máquina para restauro do gramado do Estádio Bruno José Daniel, que será utilizado pelas seleções de futebol nas Olimpíadas

Crédito: Beto Garavello/PSA

Sobre a Secretaria de Esportes e Lazer

Instituída em janeiro de 2014, a Secretaria de Esporte e Lazer mantém calendário permanente das atividades de lazer e recreação nos parques, centros comunitários e comunidades da cidade. Também coordena as escolas de esportes nos 11 Cesas (Centros Educacionais de Santo André), que reúnem em torno de quatro mil alunos nas práticas esportivas.
A secretaria apóia ainda 32 modalidades no esporte de rendimento, além de realizar torneios tradicionais, como Jogos Escolares e Jogos da Terceira Idade, ou provas de corrida de rua e passeio ciclístico. Possui quatro ginásios esportivos, o Complexo Esportivo Pedro Dell´Antonia e o Estádio Municipal Bruno Daniel.

A respeito de Santo André

A Vila de Santo André da Borda do Campo foi fundada em 8 de abril de 1553 e extinta em 1560. A localidade passou a ser parte de São Paulo e apenas em 1889 é que a região passou a ter um município com nome de São Bernardo, que abrigava todo o ABC. Com a transferência de sede em 1939, passou a ser denominado Santo André. O nome permaneceu, e após diversas emancipações de distritos, em 1953, Santo André passou a ter a área atual de 174,38 km².

Localiza-se no ABC paulista (região metropolitana de São Paulo), distante 18 km da capital. A cidade é estratégica para o setor logístico, pois está inserida no principal polo econômico brasileiro, próxima a algumas das principais rodovias estaduais e federais, as quais dão acesso ao Porto de Santos e aos aeroportos de Cumbica e de Congonhas.

Conforme o Censo 2010, com estimativa para 2014, Santo André possui 707.613 habitantes. Em 2013, o PIB (Produto Interno Bruto) foi de R$ 25,028 bilhões, sendo o 25º do País e o 10º no Estado de São Paulo. O orçamento previsto para 2016 é de R$ 3,38 bilhões.

Comente esta matéria! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!